Seguidores

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Solidão




A solidão
Esconde você
E nela, tua voz
Posso ouvir,
Em delírio, teu cheiro
chego a sentir...

Mas, por vezes
Ela é fatal
Trás recordações
Que me fazem mal
Se nela eu te vejo
Nela, te perco
Tudo sempre igual.

Nas horas incertas
Ela me possui
Rouba o brilho
Dos meus olhos
Faz negro
Meu céu azul...
Mas quanta ironia;
Ela me faz renascer
Em poesia.

(Sirlei L. Passolongo)

Direitos Reservados a Autora

Um comentário:

Margareth disse...

Sirlei tecer qualquer comentário sobre a sua obra é redundância,
gosto de tudo que escreves.
O seu estilo me agrada, faz-me bem.
Sinto leveza e brilho.
PAZ.
Rocha Firme.