Seguidores

domingo, 12 de agosto de 2007


Feitiço

Escrevi seu nome num papel
E sobre ele...
fiz uma marca de batom,
depois adocei com mel...
Joguei no vento do amanhecer
vi o papel sumir no céu
E até agora...
Não tive você.

Sirlei L. Passolongo


2 comentários:

nandira disse...

Sirley ao longo do tempo aprendi a te adimirar, como escritora e amiga, por isso sou sua fã incondicional, bjs

André L. Soares disse...

Sirley, bom dia. Lindo poema. E o feitiço deu certo sim: a poesia enamorou-se de sua verve. Grande abraço, Poetisa!